Dementia: Coping Tips for Caregivers (Portuguese) - Fairview Health Services
 
Print

Doctors and providers who treat this condition

  

Dicas para os cuidadores de pessoas com demência

Quando alguém que você ama tem demência, é normal querer fazer tudo o que puder para ajudar. Mas não dá para cuidar bem de outra pessoa, se você não cuidar de você mesmo também. Não se esqueça de tirar uma folga sempre que você precisar. Isso não é egoísmo, é fundamental. Saia com seus amigos, coma bem e não se esqueça de visitar seu próprio médico para fazer avaliações de rotina. Acima de tudo, aceite o fato de que você não pode fazer tudo sozinho.

Mulher deitada no sofá lendo livro.

Arranje um tempinho para você mesmo

É vital que você tenha tempo para você mesmo, além daquele voltado às suas obrigações de cuidador. Até mesmo coisas simples podem diminuir o estresse e mantê-lo mais disposto. Experimente o seguinte:

  • Vá ao cinema ou a um show.

  • Saia para comer com os amigos.

  • Dê uma volta a pé para passear.

  • Leia um livro ou escreva um diário.

  • Encontre um passatempo para se distrair.

  • Faça exercícios físicos para diminuir o estresse.

Converse com os outros

Conversar com outras pessoas geralmente traz grande alívio para o estresse. Às vezes, você só precisa que um amigo ou um parente te escute, mas, às vezes, você pode precisar falar com um profissional em quem você confie. Esse profissional pode ser um terapeuta, um assistente social, um líder religioso ou um médico. Outra boa idéia é participar de um grupo de apoio específico para cuidadores. Participar de um grupo de apoio pode ajudar você a sentir que não está sozinho. Compartilhar pensamentos e idéias com outras pessoas que estão passando pelo mesmo que você pode ser tranqüilizante.

Procure ajuda

Busque o apoio da família e dos amigos e aceite ajuda quando ela for oferecida. As pessoas que se importam com você e com seu ente querido realmente querem ajudar. Experimente essas dicas:

  • Peça a um amigo para passar a tarde com seu ente querido.

  • Contrate um enfermeiro para as suas folgas regulares.

  • Leve seu ente querido para uma casa diurna de cuidados para adultos.

  • Peça a seus familiares ou amigos que ajudem, fazendo compras ou trazendo refeições uma vez por semana.

  • Entre em contato com órgãos de apoio locais ou com um assistente social para obter referências do serviço de assistência social.

Aceite seus sentimentos

O estresse que vem com a prestação de cuidados, às vezes, pode ser um peso maior do que se imagina. Você pode se sentir frustrado, triste ou amargurado, o que é complemente normal. Então, aceite esses sentimentos quando eles vierem. No entanto, se você se sente sem esperança, cansado, triste ou culpado a maior parte do tempo, fale com seu médico. Esses sentimentos podem ser sinais de depressão, que pode e deve ser tratada.

Saiba quando é o momento certo de mudar as coisas

Pode ser que chegue a hora em que você não possa mais cuidar de seu ente querido de forma segura. Pode ser que ele precise de mais supervisão ou que esteja muito difícil para você lidar com a situação. Independente do motivo, NÃO É NADA GRAVE fazer mudanças, isso não significa que você falhou. Mudar as coisas pode ser a melhor opção para todos, e você ainda poderá dedicar-se mais e melhor ao seu ente querido.

 

 
 Visit Other Fairview Sites 
 
 
(c) 2012 Fairview Health Services. All rights reserved.